EPRIN - Formamos os Técnicos do Terceiro Milénio desde 1993

Image

A educação/formação é um processo global que, para além da indispensável aquisição de conhecimentos nas áreas sociocultural, científica e tecnológica, visa a preparação para os mais variados desafios que a vida ativa impõe e para a integração num mundo sem fronteiras; exigindo, mais do que o saber, a capacidade de adaptação à mudança e o espírito crítico que permitam opções conscientes na construção do futuro individual e coletivo.

A EPRIN assume-se como um espaço de aprendizagem e formação, onde a aquisição de saberes se processa em simultâneo com o desenvolvimento de capacidades e atitudes adequadas ao perfil de um técnico atualizado de cada área de formação, procurando ainda satisfazer as necessidades do desenvolvimento regional e local. Assim, procura-se facultar aos formandos uma sólida formação geral, científica e técnica, tecnológica e prática, bem como facultar o contacto com o mundo do trabalho e experiência profissional, capaz de os preparar para a vida ativa e prosseguimento de estudos, preparando-os para uma adequada inserção socioprofissional.

Localizado na região centro do país, sub-região Beira Interior Sul (NUT II), o concelho de Idanha-a- Nova é um dos onze concelhos pertencentes ao distrito de Castelo Branco sendo constituído por 13 freguesias correspondentes a 17 localidades, algumas com lugares anexos. Do ponto de vista da riqueza histórica, cultural e ambiental, o território é detentor de um vasto e reconhecido património. Integra o Geopark Naturtejo da Meseta Meridional, Geoparque Mundial da UNESCO, que inclui também os concelhos de Castelo Branco, Nisa, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão, cuja atividade reside na interligação entre a Geodiversidade, a Biodiversidade, a Histórica, a Cultura e o Património Imaterial do território e no envolvimento das comunidades na preservação dos patrimónios. Conta com duas das doze aldeias históricas de Portugal, Monsanto e Idanha-a-Velha.

A EPRIN foi criada por Contrato-Programa entre a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e o Ministério da Educação no dia 03 de março de 1993. Em 2007, passou a ser propriedade da EPRIN- Escola Profissional Raiana, Unipessoal, Lda. Com um largo histórico, de forma ininterrupta e sempre ativa, a EPRIN desenvolve a sua atividade e objetivos nos domínios da formação inicial de jovens e tem assegurado essa atividade continuada com uma gestão financeira equilibrada, apesar de sujeita às contingências de momentos de irregularidade nos fluxos financeiros por parte das autoridades de gestão.

A população estudantil é composta por formandos provenientes de todo o conselho de Idanha-a- Nova, dos conselhos limítrofes e ainda de Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). A escola proporciona alojamento e alimentação aos formandos deslocados e faculta transporte e subsídio de alimentação aos restantes formandos. Todos os formandos têm à sua disposição um Serviço de Orientação Profissional que presta apoio psicológico, psicopedagógico e de informação e aconselhamento vocacional. Para além da inserção na vida ativa, uma das preocupações da nossa escola é também permitir a conclusão da escolaridade obrigatória a quem abandonou precocemente o ensino regular. Considera-se fundamental o desenvolvimento de estratégias que proporcionem a aquisição de conhecimentos e competências pessoais e profissionais que conduzam a uma plena participação na vida da sociedade onde se inserem.

A Formação em Contexto de Trabalho, existente em todos os cursos profissionais, além de permitir uma aproximação ao mundo do trabalho, é um momento de aquisição de saberes e aptidões sociais e profissionais que se reveste da maior importância quer para os formandos, para a escola, quer para a própria empresa que recebe os estagiários. Todos os cursos profissionais incluem períodos de prática profissional em empresas ou serviços sendo estes estágios considerados como atividades formativas de natureza curricular.

Os formadores representam o eixo central da atividade escolar. Estão organizados em grupos disciplinares e manifestam competências diferenciadas que vão dos domínios teóricos e pedagógicos até às ciências experimentais e práticas oficinais. A distribuição do serviço docente é pautada por critérios de bom aproveitamento de recursos disponíveis, maximizando a rentabilidade dos docentes. Com vista a conseguir uma sequencialização dos conteúdos, a distribuição do serviço docente privilegia, sempre que possível, a continuidade do mesmo formador na disciplina/turma bem como do coordenador de curso e do diretor de turma. No que concerne aos docentes da área técnica, a escola tem preferência em contratar aqueles que tenham qualificações pedagógicas e profissionais para a área e que mantenham a ligação ao tecido empresarial pois só assim, se garante uma permanente atualização dos conteúdos letivos e uma fácil colocação dos formandos em contexto de trabalho.

A escola incentiva os Pais e Encarregados de Educação a envolverem-se no percurso escolar dos seus educandos. Além dos contatos mais institucionais, os Diretores de Turma promovem o contato permanente quer recebendo-os semanalmente, sempre que o solicitem, quer através do telefone, de carta e/ou correio eletrónico. O mesmo tempo é disponibilizada uma plataforma informática que permite aos alunos e Encarregados de Educação acompanhar, em tempo real, a vida escolar no que a avaliação e assiduidade dizem respeito.

Precisa de ajuda?  Telefone  (+351) 277 202 533 - Email secretaria@eprin.net     Segue-nos  Telefone